Nesses últimos meses no Brasil, tem surgido uma forma interessante de se arrecadar dinheiro para a realização de projetos, o crowdfunding.

Crowdfunding é o termo utilizado para para financiamentos colaborativos, ou seja, é a idéia de que diversas pessoas contribuam com um pequeno percentual do dinheiro necessário para se viabilizar um projeto ou idéia que essas pessoas acreditem.

O mais conhecido site de crowdfunding é o americano Kickstarter, que foi lançado em abril de 2009. Em pouco mais de 2 anos, ele já conseguiu arrecadar mais de US$ 40 milhões para projetos. Desse valor arrecado, ele fica com um pequeno percentual que é a sua fonte de renda.

No começo desse ano, seguindo na mesma linha do Kickstarter, surgiu o brasileiro Catarse.

O Catarse foi uma das primeira plataformas brasileiras de crowdfunding, sendo seu foco o financiamento de projetos criativos. Alguns exemplos de projetos financiados com sucesso foram: Rabiscaria e A Banda Mais Bonita da Cidade.

O interessante do Catarse é que ele não é apenas um cópia do Kickstarter, ele não apenas fez adaptações para o mercado brasileiro nas foma de pagamento e nas recompensas, mas ele desenvolveu características únicas.

Ele é uma organização sem fins lucrativos e foi a primeira plataforma de crowdfunding de código-aberto do mundo, além disso ele criou outra forma de renda que seria através do gerenciamento de outros sites de crowdfundig utilizando a plataforma Catarse e cobrando um percentual sobre os projetos financiados com sucesso, o que é muito interessante.

 

Catarse

 

View more presentations from Thiago Paiva

Para analisar o modelo de negócios, utilizei o modelo canvas, que sempre pretendo utilizar nesse blog para facilitar a visualização.

É importante notar que o Catarse tem 3 segmentos de clientes-alvo:

  1. Financiadores do projeto
  2. Pessoas com projetos criativos
  3. Sites que queiram utilizar a plataforma Catarse nos seus sites de crowdfunding

Olhando isso, fica evidente que o Catarse não apenas copiou o modelo de negócios do Kickstarter, mas acrescentou um segmento de cliente que gera receita.

Resumindo, o Catarse:

 

    • Oferece gratuitamente aos financiadores de projetos a possibilidade de financinanciar projetos que lhes interessa e receber recompensa por isso.
    • Cobra 5% de projetos bem sucedidos das pessoas com projetos criativos para dar visibilidade e apoio financeiro para desenvolverem seus projetos.
    • Cobra 2% dos projetos bem sucedidos dos sites de crowdfunding para utilizarem a plataforma Catarse e terem facilidade e segurança no gerenciamento da plataforma.

 

Essas informações podem ser melhor visualizadas diretamente no canvas.

Para saber mais sobre o Catarse, recomendo que ouçam o podcast do empreendecast conversando com seus fundadores.

Abaixo seguem outras plataformas brasileiras de crowdfunding:

 

#FicaaDica: Se você tem um projeto criativo que as pessoas achem legal e precisa de dinheiro para desenvolvê-lo, vale a pena tentar arrecadar dinheiro usando crowdfunding. E se você quer criar um novo site de crowdfunding (de preferência com um foco diferente dos que já existem), converse com o Catarse para utilizar a plataforma deles, pois o custo e o trabalho valem o valor que você pagará para eles.

Anúncios

Um comentário sobre “Análise do Modelo de Negócios – Catarse

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s