Os empreendedores adoram perguntar em suas pesquisas quanto o cliente estaria disposto a pagar pelo seu produto, que muitas ainda nem existe. É um erro perguntar isso, salvo em raros casos, pois o preço não depende apenas dos clientes e muitas vezes eles não tem muita noção do preço até terem que efetivamente pagar pelo produto.

Por exemplo, se você está entrando num mercado já estabelecido, é muito provável que a concorrência estabelecerá a margem de preço a ser trabalhada, claro que o preço final dependerá de seus custos e posicionamento de mercado. Entretanto, se você tiver um modelo de negócio diferente ou criando um novo mercado, poderá experimentar preços diferentes.

De certa forma, principalmente para startups de tecnologia, o que é recomendado é levar em consideração os preços dos concorrentes, seus custos e o seu posicionamento para definir um preço base e depois experimentar pequenas variações para determinar o preço que trará o maior benefício para a empresa, mas lembrando que a precificação é um trabalho de análise e que a empresa deverá fazer e que a melhor validação do preço são vendas efetuadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s