Recentemente eu conheci uma startup mineira de educação muito interessante chamada Qranio, que foi fundada pelo empreendedor Samir Iásbeck.

Gostei bastante deles pois, infelizmente, ainda não tem muitas boas startups brasileiras trabalhando para reiventar a educação  (ok, eu sei que existem algumas como a Buzzero, Ewiks, Mindlabs, Ikwa…). O Qranio possui um objetivo bem claro:

Fazer as pessoas aprenderem de uma forma divertida.

Dessa forma eles usam um sistema de quiz com perguntas sobre temas como: matérias escolares, questões de vestibular, atualidades e entre outros. Ao responder as perguntas você ganha uma moeda virtual deles chamada QI e com seus QIs você pode trocar por diversos prêmios, desde comida até iPad.

Dessa forma os estudantes acumulam pontos testando seus conhecimentos, aprendendo e ainda podem ganhar prêmios com isso.

Focando agora no modelo de negócios deles, o que os diferencia dos outros sites de quiz?

Os sites de quiz atraem usuários para a sua página pela diversão do jogo e a possibilidade de ganhar prêmios e, dessa forma, ganhando dinheiro com publicidade online. O Qranio também usa publicidade como forma de receita, só que com uma estrutura de publicidade mais elaborada.

Porém essa é apenas uma das formas de receita que o Qranio usa e é isso que torna o modelo deles interessante, apostar todas as fichas em publicidade é sempre muito complicado e arriscado, dessa forma eles foram atrás de fontes recorrentes de receita.

Eles pensaram numa forma interessante de buscar monetizar os próprios usuários, que é através de contas premium, onde esses usuários possuem alguns benefícios sobre os usuários grátis, como  ganhar o dobro de QIs, trocar por produtos exclusivos, entre outros.

Ainda existe outra fonte de receita que é através de conteúdo e prêmios patroncinados, onde as empresas pagam um valor para ser criado um jogo que divulgue a marca da empresa ou para divulgarem um produto delas dentro do Qranio.

Existe ainda outra forma de receita que a empresa está querendo implementar, que é cobrar um valor mais uma quantidade de QIs para se comprar alguns produtos (ao invés de apenas trocarem QIs), de forma semelhante ao que a Multiplus usa no seu programa de fidelidade.

Ou seja, o Qranio possui diversas possibilidades de gerar receita além da publicidade pura e simples, tornando muito mais escalável e sustentável seu modelo.

Entretanto, usar tantas formas de receita ao mesmo tempo pode ser arricado e não necessariamente é a melhor opção para todas as startups. Quanto mais formas de receita, maior é a complexidade contábil, tecnológica, estratégica, publicitária e de gerenciamento.

Pelo que pude perceber, o Qranio possui já uma experiência e estrutura, então faz sentido a estratégia que eles estão seguindo, além de que estão implementando aos poucos os modelos de receita.

Antes de mostrar o modelo canvas deles, é legal destacar o papel das parcerias no Qranio. Eles possuem uma parceria interessante com o Gustavo Mendes (imitador da Dilma) para a divulgação (veja alguns vídeos no Youtube) e criaram o quiz Dilma Pergunta, dessa forma ganhando uma ampla divulgação. A emiolo.com é outra empresa do Samir que cuida da parte de desenvolvimento da plataforma para eles e a Wayra é a aceleradora de startups da Telefónica que eles acabaram de entrar ao ganharem o Wayra Contest na Campus Party desse ano.

Abaixo segue o modelo canvas do Qranio para vocês observarem melhor:

Outra boa sacada que eles tiveram foi de criar um aplicativo para iPhone para que se possa continuar jogando, aprendendo e ganhando pontos em qualquer lugar.
Torço muito pelo sucesso deles pois gostei muito da proposta deles e dos resultados que eles podem conseguir.
#FicaaDica: Eu, particularmente, sugiro startups iniciantes pensarem em diversos modelos de receita, porém irem testando aos poucos (1 ou 2 de cada vez) e irem focando nos que tiverem um maior retorno apenas, pois os recursos de uma startups são limitados. Quanto mais formas de receita ao mesmo tempo, maior é a complexidade contábil, tecnológica, estratégica, publicitária e de gerenciamento. Obviamente isso depende muito de startups para startup, além de que existirem modelos que necessitam de estruturas muito semelhantes e que são facilmente implementados juntos.
Anúncios

Um comentário sobre “Modelo de Negócios – Qranio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s