Food Trucks são febre em São Paulo

Food Trucks são febre em São Paulo

Como Montar um Food Truck em São Paulo

É impossível não acompanhar na mídia o sucesso dos food trucks, mas afinal, quer montar um food truck em São Paulo, mas não tem conhecimento necessário ou está buscando o máximo de informação para tanto?

Pensando em você selecionamos os principais passos e cuidados necessários para legalizar e tornar o seu negócio em um sucesso.

Os restaurantes móveis customizados com muito estilo e gastronomia de qualidade estão cada vez mais populares em grandes e pequenas cidades do país. Porém muitos são iludidos por pensar que este é um negócio de baixo investimento e alta margem de lucro.

Qualquer empreendimento necessita não só de investimento financeiro, mas também tempo e um bom planejamento para que de fato o negócio vá para frente, consequentemente gerando lucro. Montar um food truck em São Paulo não poderia ser diferente!

Ter experiência na área culinária, gostar de atender o público e ter pulso firme para liderar uma equipe são uns dos principais diferenciais para quem deseja apostar em um food truck.

Além de possuir dinheiro para o investimento, características empreendedoras e amar sua profissão, o empresário vai precisar ter uma boa assessoria contábil e jurídica para poder operar suas atividades dentro da legalidade.

Passos para Montar um Food Truck em São Paulo

O primeiro passo para montar um food truck em SP consiste na adequação do veículo utilizado seja ele kombi, furgão, dentre outros. Vale lembrar que o “restaurante sobre rodas” deve ser adaptado de acordo com os padrões da Associação Brasileira de Normas Técnicas(ABNT) e homologadas pelos orgãos Inmetro e Detran. Estimasse que o valor inicial para um investimento de baixo custo gira em torno de R$50.000,00, mas pode ultrapassar os R$300.000,00 mil reais em projetos mais sofisticados.

Depois de terminar toda a parte estrutural e visual do food truck, chega a hora de legalizar o mesmo para que possa operar suas atividades na cidade. Em São Paulo são mais de 700 pontos autorizados para comercializar alimentos dentro de veículos. Se por um acaso for feita mais de uma solicitação . pelo mesmo ponto comercial, será feito um sorteio do mesmo. Os preços para permissão anual é de 10% com base no valor do metro quadrado do quarterão onde o food truck deseja operar com valor mínimo de R$192,65.

Todo empreendimento é cercado de desafios que são de responsabilidade do empresário, mas podem ser superados com muita pesquisa e planejamento. Seguindo os passos e dicas citados anteriormente para abrir um food truck em São Paulo as chances de sucesso e retorno de investimento podem ser mais garantidas.

Para outras dicas de negócios lucrativos acesse:

http://ideias.me/curso-de-brigadeiro-gourmet-receitas/

http://exame.abril.com.br/pme/noticias/os-10-setores-mais-lucrativos-para-abrir-um-negocio

O que faz um contador e como ele pode ajudar sua startup

O que faz um contador e como ele pode ajudar sua startup

Você sabe o que faz um contador? Um contador é um profissional que tem como objetivos cuidar de diversos tipos de questões financeiras, bem como cuidar de questões financeiras, de ordem tribtária, econômica e patrimonial de uma empresa. No seu dia a dia, este profissional lida com planilhas, bem como demonstrativos de resultados, contas para pagar e ainda receber as guias de impostos e vários outros tipos de números.

Esta é uma profissão que exige muita atenção e responsabilidade por parte do contador. E para exercer as suas devidas atividades, os contadores precisam ter um diploma de graduação em contabilidade que seja reconhecido através do MEC e ainda obter o registro através do Conselho Regional de Contabilidade. Os profissionais técnicos em contabilidade precisam contar também com o registro do chamado CRC.

“Levando em conta um levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), saber o que faz um contador é importante, já que a contabilidade está entre uma das dez profissões que tem a maior taxa de ocupação em todo o país. Mais de 93% dos profissionais da área de contabilidade estão empregados, e principalmente trabalhando na sua área de atuação.” Afirma, Álvaro Nantes do site http://www.contabilidadezonanorte.com/.

Entenda o que faz um contador

O contador é um profissional fundamental para qualquer tipo de empresa e organização. Já que é ele quem acompanha todas as transações de empresas que ocorrem desde a sua abertura até mesmo o encerramento das suas atividades.

A função dos contadores não é restrita apenas a área de gestão de empresas, este profissional poderá ainda atuar nos mercados de seguro, perícia e auditoria.

Estes profissionais podem ainda atuar de forma autônoma ou como funcionários de escritórios de contabilidade, bem como empresas públicas e privadas, as organizações não governamentais e até mesmo em setores militares.

A auditoria contábil

Além de saber o que faz um contador, é importante saber que o profissional poderá atuar na área de auditoria contábil. O contador terá a função de verificar a exatidão de todas as informações contidas nos registros de ordem contábil, examinando ainda documentos contábeis, como os balanços, os fluxos de caixa, entre outras possibilidades.

3 fontes de tráfego para atrair mais clientes para sua startup

3 fontes de tráfego para atrair mais clientes para sua startup

Com o aparecimento de novas plataformas e redes sociais todos os dias, a questão “em que fontes de tráfego me devo focar?” gera mais debate e discussão. A resposta é sempre depende. Depende do produto que se promove, do público-alvo, da localização geográfica, orçamento, etc. No entanto, há 3 fontes principais de tráfego que na minha opinião devem estar presentes em qualquer plano de marketing digital para startups.

  1. Google

Não, SEO ou Search Engine Optimization, não morreu. Há ainda muita oportunidade para explorar enquanto á otimização de conteúdos para os motores de busca. Só por existir um aumento considerável na utlização de redes sociais, não quer dizer que o Google não continue a ser uma  ferramenta importante para atrair mais visitas para o seu site ou blog. Uma estratégia de conteúdo eficaz trará assim não só mais clientes para o seu site, como poderá ganhar dinheiro com o seu blog.

  1. YouTube

Sendo o segundo motor de busca mais utilizado, após o Google, o YouTube tem que estar no seu plano de marketing. Com biliões de visualizações por dia, o YouTube é de facto onde está grande parte da atenção do consumidor de hoje em dia.

Se perceber quais as frases que levam o seu público-alvo a consumir, irá ter grande sucesso no YouTube, por poder educar os seus potenciais clientes, e torná-los clientes usando o YouTube.

  1. Facebook

Obviamente, o Facebook não poderia estar fora… Com mais de 1.2 biliões de utilizadores ativos, não pode ser ignorado. O alcance orgânico tem baixado e irá continuar a baixar, mas a verdade é que a sua plataforma de publicidade é na minha opinião a melhor do mundo. Com níveis de segmentação, que mais nenhum site oferece.

Isto permite estabelecer uma relação com os seus clientes e público-alvo ao partilhar conteúdo num site que eles passam tanto tempo.

E pronto, aqui ficam as minhas 3 fontes de tráfego favoritas. Na minha opinião é importante dominar 2-3 fontes de tráfego para atrair mais visitantes para o seu blog ou site e moder lucrar com o mesmo.

O quê seu escritório diz sobre você?

O quê seu escritório diz sobre você?

o que seu escritorio diz sobre voce capa

Depois da sua casa, seu escritório deve ser o lugar onde você passa mais tempo. Cada coisa importante para sua empresa acontece nesse espaço. Desde aquele novo cliente promissor até o futuro funcionário que vai alavancar seus resultados. Seu escritório é onde você realiza seus sonhos. Além disso, também é como sua empresa se mostra para o mundo.

Se você está planejando renovar seus móveis para escritório ou procurando ideias para criar um espaço de trabalho novinho em folha, essas dicas são essenciais. Coloque-as em prática e tenha certeza de que vai ser seu primeiro passo rumo a uma carreira de sucesso.

Complete a frase: a primeira impressão…

No mundo dos negócios, a gente sabe que o impacto visual da primeira impressão pode ser crucial. Pense ir para uma reunião com a camisa que usou para ver o jogo no domingo. O mesmo vale para seu escritório.

Depois de passar muito tempo no escritório, é fácil perder a noção de como as outras pessoas veem o local. De tempos em tempos é importante se imaginar como um cliente que está lhe visitando pela primeira vez. Faça as seguintes perguntas: o quê seu escritório diz sobre sua companhia? Parece um lugar organizado? Passa uma imagem de eficiência? Reflete nossa atividade? Ele é, ao mesmo tempo, prático para se trabalhar e com ambiente confortável? Como os funcionários e colegas se sentem trabalhando ali?

Garanta que a fachada do escritório também seja atraente. Ela precisa ser atrativa o suficiente para qualquer um querer entrar. A recepção é como o cartão de visita, precisa estar igualmente impecável.

Cores são tão importante quanto móveis

Seu escritório reflete o tipo de trabalho que você faz. Por exemplo, já imaginou a sala de criação de uma agência de publicidade totalmente cinza? Ou a sala de um advogado colorida de vermelho, azul e lilás?

Cores neutras combinam com linhas de atuação mais conservadoras, como bancos ou escritórios de advocacia. Cores quentes e vibrantes são ideais para escritórios criativos, como de fotógrafos ou designers. É importante escolher bem as cores do seu escritório. Jamais simplesmente deixe as cores que estavam lá quando alugou a sala.

Escolha móveis com que compensem financeiramente

Apesar de parecer estranho, comprar móveis usados pode sair mais caro do que comprar novos. Os materiais de segunda mão sofreram com a passagem do tempo e você não consegue ter ideia do uso real que tiveram. É bastante difícil mensurar exatamente quais estão em bom estado e qual cadeira vai quebrar na primeira reunião importante.

Comprar móveis online é uma boa saída – especialmente se você encontrar promoções. Hoje em dia as lojas online oferecem muitas informações sobre os produtos, além de opiniões de pessoas que já compraram. Na pior das hipóteses, a lei assegura você a devolver ou trocar o produto.

Coloque-se em uma posição de poder

Não precisa ser um mestre de Feng Shui para aproveitar o impacto da estética no ambiente de trabalho. De forma prática, as decisões que você toma sobre onde colocar os móveis e como usar a iluminação devem ser feitas com muito cuidado. Apesar de detalhes, são dois pontos cruciais para a produtividade.

Em outras palavras, considere colocar sua mesa em um espaço mais reservado e confortável, onde seja possível receber visitantes e manter a comunicação com colegas e funcionários.

Escolha uma luz indireta e evite lâmpadas acima da cabeça (elas criam um aspecto sombrio). Garanta que a luz natural disponível no escritório favoreça sua estação de trabalho.

o que seu escritorio diz sobre voce 01

Experimente!

Com essas dicas, você vai ter muito mais chances de seguir sua vida profissional em um espaço que privilegie o conforto e a produtividade.SIG

Dicas rápidas para fazer negócios no Japão

Dicas rápidas para fazer negócios no Japão

A cultura japonesa é recheada de tradições e formalidades e no mundo dos negócios não podia ser diferente. Se você como um estrangeiro mostrar respeito e se adaptar à etiqueta empresarial japonesa poderá fechar ótimos negócios e por isso preparei neste artigo algumas dicas práticas para você se dar bem neste tipo de negociação.

O primeiro passo é estar vestido de maneira formal. Nunca arrisque em camisas muito chamativas ou em um terno bege com uma calça preta. Busque ser simples sem deixar a elegância. Adote atitudes conservadoras e fale em um tom mais baixo do que aquele que se costuma usar em uma conversa de negócios no Brasil onde muitos se exaltam e querem aparecer, dando uma de show man.

Ao cumprimentar o anfitrião da reunião, dê o cumprimento japonês abaixando-se com cuidado e espero se ele estenderá a mão para cumprimentá-lo. Caso isso não aconteça fique tranquilo pois na cultura japonesa isto não é um sinal de desrespeito.

etiqueta de negocios no japao

Na hora de se sentar observe a posição de cada um na mesa e espere até ser indicado para sentar em uma cadeira específica. Na tradição japonesa cada lugar na mesa corresponde à uma posição de poder também dentro da empresa.

 Normalmente, o CEO ou gerente em questão ficará na ponta e os seus subordinados vão se sentar ao lado da mesa. As pessoas hierarquicamente superiores sentam-se mais próximas à pessoa de cargo mais alto, e a importância do cargo diminuir em direção ao lado oposto da mesa.

À regra de esperar estará presente em todas as atitudes da reunião, desde a hora de se sentar até a hora de comer e beber. Sempre espere o anfitrião tomar a atitude primeiro e depois siga com calma para realizar a mesma ação.

Dentro da etiqueta empresarial japonesa a atenção e o envolvimento são peças chave para consolidar o seu respeito na mesa de negócios. Envolva-se sem se impor, não interrompa a apresentação de uma ideia pela metade e sempre espera a sua vez de falar. Interromper no Brasil é comum mas na cultura japonesa é um sinal de desrespeito ao interlocutor.

Estas dicas são simples mas podem ajudar você a ter mais controle da negociação e mostrar o mínimo de respeito e formalidades com seu anfitrião japonês. Uma ótima dica também é tomar algumas aulas de japones e aprender algumas frases importantes. Isso também demonstra um sinal de respeito e um sinal de interesse em relação à lingua e ao país que você está visando.

E você? Já teve alguma experiência de negócios no Japão? Conte sua história na nossa seção de comentários!

4 Ferramentas para começar sua startup de modo lean

Começar usa primeira startup não é uma tarefa fácil, mas existem caminhos que quando tomados ajudam a sua equipe a economizar tempo e dinheiro nesta longa caminhada em busca de um modelo de negócios repetitivel, escalável e inovador. Trouxemos neste artigo 4 ferramentas para startups lean, confira:

1. QuickMVP

quickmvp-logo

O QuickMVP é uma ferramenta super simples para ajudar você a validar seu modelo de negócios em 5 minutos. Lançado pela equipe do Lean Startup Machine, atualmente é o único app que mistura de maneira simples e intuitiva um criador de landing pages com um editor de anúncios para o Google Adwords.

passo a passo quickmvp

2. Logovia

Na etapa onde você não sabe se a sua startup vai durar até o próximo mês, criar uma Logo, Slogan ou Flyer  com a Logovia pode ser uma ótima opção. A base de designers da ferramenta recebe seu briefing, publica as versões do produto que você escolheu e depois você paga somente a versão que mais gostar!

3. Asaas

Trabalhar com a integração de gateways de pagamento dentro do seu produto pode ser uma tarefa difícil em uma etapa onde você nem sabe ao certo se o que está vendendo de fato vai gerar tração. Se a sua startup é uma Software As a Service fica ainda mais difícil pois a mão de obra para este tipo de integração de pagamento como assinatura é ainda mais escassa.

print screen asaas

A startup Asaas, de Joinville, criou uma ferramenta de fácil integração para você fazer cobrança recorrente de seus clientes e ainda gerenciar seu saldo, transferência e emissão de boletos. Prática e intuitiva para você focar no desenvolvimento do seu produto enquanto o sistema se carrega das suas cobranças.

4. Lead Pages

Criar páginas que convertem visitantes em leads muitas vezes exige conhecimento de Conversion Rate Optimization, testes A/B e Arquitetura de Informação. A sacada do Lead Pages é ajudar você a encurtar este caminho entre o seu conhecimento técnico e a aquisição de novos potenciais clientes. A ferramenta possui diversos modelos de landing pages que você pode editar e customizar os textos, botões, imagens, colocar códigos de conversão para medir campanhas de facebook e Google Adwords além de uma ferramenta simples para fazer testes A/B em landing pages.

lead pages

Apesar da ferramenta ser um pouco cara, você pode encontrar cupons de desconto que funcionam buscando o termo “coupon leadpages” no Google.